Amar ao próximo

Muito se fala sobre o amor, sobre as formas de amar. Mas como podemos vivificar o amor? A resposta é simples, amando ao próximo como a ti mesmo. Um amor sem esperar nada, um amor verdadeiro.

Quando nos dedicamos ao amor, todas as coisas parecem ser fáceis. E realmente são, pois não colocamos as barreiras que muitas vezes criamos para nos proteger do que aparentemente pode nos machucar.

O amor tudo cura. Sei que vocês, assim como nós, já ouvimos diversas vezes falar sobre isso. E mesmo assim, o que estamos fazendo? Como estamos nos tratando? Como estamos tratando os outros?

Louise Hay diz: “Amar a ti mesmo como ama ao teu próximo é muito mais difícil do que amar a nós mesmos”.

O universo é tão grandioso, temos inúmeros iluminados como Jesus Cristo, Buda, Masaharu Taniguchi, Mokiti Okada e muitos outros que vieram para ensinar o amor, o bem. Este é um excelente momento para nos reprogramarmos para o bem supremo, o bem verdadeiro, para o que nos faz bem. Somos constantemente inundados com informações boas e ruins. Qual você prefere manter?

O amor é universal. Ame sem medo, cuide-se.
Zezzo