Por anos, muitas pessoas têm falado sobre “A Mudança”, esta misteriosa transformação da consciência humana, que está em andamento.

Desde o fim do calendário maia em dezembro de 2012, algumas pessoas tendem a trocar informações a distância sobre a evolução das espécies, a revolução do amor e outras mudanças aparentes, esperançosos mas difusos no que significa ser: humano. Quero tomar um minuto para ajudar todos nós a aterrarmos esta noção um pouco flutuante.

Veja se algumas destas coisas soam familiares:

  • Você tem uma visão de alguns aspectos de um mundo mais belo e você sabe que é o seu propósito sagrado ajudar a trazê-lo à existência ?
  • Você sente que alguma coisa está fora de alinhamento no mundo e você quer ser uma parte da solução ?
  • Você já experimentou um evento que alterou sua vida, mudando tudo para você e agora quer usar essa experiência para ajudar os outros ?
  • Você tem uma ideia inovadora que pode fazer do mundo um lugar melhor ?
  • Você se sente chamado a ajudar os outros, a curar, transformar, ligar, amar, criar, ter sucesso e prosperar ?

Se você pensa assim. Eu tenho a sensação de que você é um de nós ! Bem-vindo meu amigo, é o que Martha Beck chama de “A Equipe”. Em seu livro “Encontrando Seu Caminho em um Novo Mundo Selvagem“, Martha Beck define os membros da equipe pelas seguintes características.

Você pode não reconhecer todos os atributos, mas se você é um membro da equipe, é provável que você esteja balançando a cabeça concordando, muitos de vocês apresentam as características daquelas almas que encarnaram aqui neste planeta para facilitar esta mudança mística na consciência humana.

Veja se alguns desses traços da equipe ressoam com quem você é e como você se sente:

  1. Uma sensação de ter uma missão específica ou propósito envolvendo uma grande transformação na experiência humana, mas sendo incapaz de definir o que esta mudança poderia ser.
  2. Um forte sentimento de que a missão qualquer que seja, está chegando mais perto no tempo.
  3. Uma compulsão para dominar certos campos, habilidades ou profissões, não só para a progressão na carreira, mas em preparação para esta missão pessoal parcialmente entendida.
  4. Altos níveis de empatia, uma capacidade de sentir o que os outros sentem.
  5. Um desejo urgente de diminuir ou evitar o sofrimento dos seres humanos, animais ou mesmo as plantas.
  6. Solidão decorrente de um sentido de diferença, apesar de geralmente ter altos níveis de atividade social. Uma mulher resumiu este sentimento perfeitamente quando ela disse: “Todo mundo gosta de mim, mas ninguém é como eu”.
  7. Altos níveis de criatividade, paixão pela música, poesia, ou artes visuais.
  8. Um amor intenso pelos animais, às vezes um desejo de se comunicar com eles.
  9. Início de vida difícil, muitas vezes com um histórico de abuso ou trauma de infância.
  10. Intensa ligação com certos tipos de ambiente natural, como o mar, montanhas, ou florestas.
  11. Resistência à religiosidade convencional, paradoxalmente acompanhado por um forte senso de propósito ou anseio espiritual.
  12. Amor pelas plantas e jardinagem, a ponto de sentir-se vazio ou deprimido se não tem a oportunidade de estar entre as coisas verdes e/ou ajudá-las a crescer.
  13. Sensibilidade emocional muito alta, muitas vezes levando a ansiedade, vícios, ou distúrbios alimentares.
  14. Senso de intensa conexão com certas culturas, línguas, ou regiões geográficas.
  15. Deficiência, muitas vezes (dislexia, autismo) em si mesmo ou em um ente querido. Fascínio com as pessoas que têm deficiência intelectual ou doença mental.
  16. Personalidade aparentemente gregária, contrastando com uma profunda necessidade de períodos de solidão, a sensação de estar sendo drenado pelo contato social e sentir sua “energia” sendo retirada novamente.
  17. Doença física persistente ou recorrente, muitas vezes grave, com sintomas que variam inexplicavelmente.
  18. Devaneios (ou sonhos à noite) sobre a cura de pessoas doentes, criaturas, ou lugares.

Você ! Você ! Você !

Se você ler essa lista (como eu fiz) pensando “Checado, Checado, Checado,” você é definitivamente um de nós, um visionário, curandeiro, buscador de caminho na equipe. E o mundo precisa que você cumpra o seu propósito sagrado !

Como Martha escreveu:

“Se pessoas suficientes começarem a expressar sua verdadeira natureza no mundo incrivelmente interligado que estamos criando, o efeito cumulativo realmente poderia começar a curar a verdadeira natureza de…, bem, de tudo.”

Fonte: Portal 2013