Tem momentos na vida da gente que parece que o caminho que estamos seguindo já não faz mais sentido. Algumas prioridades e urgências que pareciam sempre cruzar nosso caminho foram tomando conta das nossas decisões. O tempo foi consumido pelos incêndios que precisavam ser apagados, e a gente acaba se encontrando numa situação que jamais esperava, diferente de onde você gostaria de estar. Quando foi que a vida passou? Como vim parar aqui?

Independente do que a vida trouxe, das decisões e atitudes que tomou, nada disso importa no seu agora. Sua importância está no aprendizado, na vivência e sabedoria que só você conquistou. Julgar se foi certo ou errado não fará de você mais forte, mais confiante. Aceitar que sua postura durante toda a jornada foi a melhor que pôde ter naquele momento, é o primeiro passo para receber novas experiências.

O perdão é uma virtude básica para quem quer viver a vida de verdade. Porque viver é necessariamente conviver e partilhar histórias com pessoas. Amamos, brincamos, brigamos, e se o mundo não tivesse o perdão, o que seria de nós? Somos humanos e erramos muitas e muitas vezes (porque esse é o caminho do aprendizado), e o perdão é o que garante que vamos continuar a conviver, mesmo no meio de tanto erro-aprendizado.

Perdoar as pessoas durante nossa vida parece ser uma atitude normal para uma convivência em harmonia. Mas e o perdão em relação a você mesmo? Estar em harmonia com o outro é algo que buscamos com naturalidade. Mas e a harmonia interior, perdoar os próprios erros, não julgar a si mesmo cada vez que acontece ou toma uma atitude que você mesmo desaprova?

Não seja você mesmo o seu próprio algoz.  Seja lá qual tenha sido sua jornada até chegar aqui, tenha gratidão por tudo, pois foi necessário para a conquista de seu caráter, sua personalidade, seus valores, quem você é hoje.

Perdoar e agradecer a si mesmo significa aceitar o que aconteceu e como aconteceu a sua vida, é deixar ir e libertar-se para uma nova vida que é o seu presente. Amar e perdoar o outro pode ser nobre, mas amar e perdoar a si mesmo é fundamental para que se possa estender essas virtudes com sinceridade e pureza para outra pessoa.

Por isso, viva um dia de cada vez, e não pense no seu sonho ou ideal como algo tão longe de você agora. O que posso fazer hoje, nesse exato momento, que me faça sentir orgulho de quem eu sou? Se tive um comportamento que desaprovo, como posso reverter isso de maneira que eu consiga me perdoar? O perdão por si mesmo não é por piedade, mas por merecimento, pela consciência de que você tem direito de ser feliz e é digno de ser amado e perdoado.

Não importa o caminho que se queira seguir, se você tem um grande, singelo ou mesmo sonho algum. Os sonhos podem ser nossa bússola norteadora, mas a vida acontece no agora, nesse exato momento.

Viva um momento de cada vez, com os pés firmes no chão para que possa saltar com liberdade e segurança entre as nuvens, porque a vida pode ser bela, basta abrir os braços para o presente acontecer.

Vários caminhos estão sempre abertos, é só você aceitar sem julgar que também merece se amar, se perdoar, porque é um ser de Luz, também é alguém que merece ser feliz!

Yumi Hada

Comentários