Ser criativo só traz vantagens, tanto para o criador como também para quem desfruta da criação. Desenvolver a criatividade é tão natural, que toda criança exercita isso nas primeiras brincadeiras. Mas por que quando adultos, às vezes parece ser tão difícil colocar em prática nossa criatividade?

Sem dúvida, quando algo criativo nasce, é porque resultou de muita curiosidade, prazer, diversão, e claro, seriedade. A seriedade que digo é diferente da crença que se relaciona com a atitude sisuda, sofrida, distante: é uma seriedade comprometida, de intensa dedicação e apaixonada. Assim como uma criança que brinca com sua bola levando muito a sério sua brincadeira.

Ser criativo exige seriedade, é quando nos permitimos olhar de um foco diferente e trazer novas soluções e possibilidades. E para que isso aconteça, antes de mais nada é preciso identificar qual o sentido e propósito para si mesmo de todas as transformações que essa competência nos exige, pois toda mudança incomoda, desconforta, destrói o que era antes.

Aplicar a criatividade partindo de tarefas simples da vida, chegando até um grande insight na inovação do seu negócio, por exemplo, conquistamos a recompensa de sentir o prazer da liberdade em explorar novas aventuras a todo momento, desvendando nossas infinitas facetas, que até então desconhecíamos.

A vida é cheia de desafios e responsabilidades, situações perfeitas para se exercitar nosso olhar criativo pessoal, transformando dificuldades em verdadeiros trampolins para nossa realização de vida.

A Criatividade é uma semente em potencial no interior de todos nós. Mas o primeiro passo de toda a semente é germinar. A decisão crucial, é você mesmo se permitir criar.

Até a próxima,
Yumi Hada