A vida é cíclica e isto você já deve ter ouvido falar muitas vezes.

Ciclos que se iniciam e terminam em uma constância chamada vida.

Cada ciclo que se inicia nos traz a possibilidade de criarmos algo transformador em nossas vidas. A natureza é assim. Para que a primavera comece, precisa passar pelo inverno, que precisa por sua vez passar pelo outono. As estações trazem renovação da natureza.

O princípio criador de uma nova vida começa com a alimentação de bons pensamentos e sentimentos. Isto lhe dará energia suficiente para começar.

Mas vamos por partes.

Ciclos que se iniciam

De tempos em tempos vivemos situações que não são tão agradáveis, não é mesmo?

Primeiro porque somos seres humanos e estamos em constante evolução. Sendo conscientes ou não desta evolução.

E por que digo que estamos sempre em evolução seja consciente ou não? Porque nós não somos uma pedra. Somos seres que pensam, que criam, que sentem. E seja qual for o pensamento ou sentimento, estamos criando a realidade que nos cerca, assim como os ciclos.

Os ciclos que se iniciam sempre nos indicam um novo caminho. Estar atentos a ele nos dará base para a próxima etapa de nossas vidas. As vezes este caminho pode nos parecer desafiador, outras vezes, estamos tão conectados com a nossa essência verdadeira que parece fluir como nunca antes visto.

Mas lembre-se que se um ciclo não começou bem, se você resolver, ele logo terminará e você poderá continuar seguindo em frente.

Ciclos que se repetem

Se você tem observado em sua vida ciclos que se repetem, precisará ter atenção em suas ações e verificar o que está sendo evitado. As situações que retornam em nossas vidas são para nos mostrar que aquilo ainda não acabou ou não encerramos de fato como deveríamos ter feito antes.

A primeira coisa que você deve fazer é se perguntar a razão daquela situação, pessoa ou outra coisa estar retornando a sua vida.

Após se perguntar, veja o que vem a sua mente. Se não vier nada, não se preocupe. Solte e relaxe que a resposta aparecerá. Seja através de uma frase em um livro, filme, ou alguém lhe dirá algo, ou até mesmo a resposta pipocará em sua mente.

O importante é ter atenção a ela, para que você consiga resolver esta situação e este ciclo se encerre por definitivo em sua vida.

Ciclos que terminam

Chegar ao fim de um ciclo nem sempre indica que cumprimos com o que tínhamos que ter feito. As vezes mudamos de ciclos porque escolhemos outras situações que nos levarão a novos caminhos.

Mas não interessa onde estamos. Se nós não respeitarmos e concluirmos de fato o que precisa ser concluído, o ciclo se repetirá mais a frente. E então a vida te mostrará  tudo que você evitou.

Conclusão

Não evite os ciclos em sua vida. Resolva o que precisa ser resolvido e vá para o próximo ciclo com o coração aberto e o sentimento de que você está fazendo sempre o seu melhor.

Evite a culpa. A culpa tem um poder bloqueador imenso em nossas vidas. Diferentemente do medo que nos paralisa e muitas vezes nos impede de seguir, a culpa sempre pede uma punição e nós começamos sempre a pensar que não merecemos isto ou aquilo.

O que nós verdadeiramente merecemos é uma vida plena, uma vida feliz, cheia de bondade e sabedoria para que possamos iniciar novos ciclos que nos levará cada vez mais longe.

Afinal, qual o verdadeiro sentido da vida senão a missão de evoluir sempre como ser humano. Fazendo o bem e espalhando alegria pelo caminho que estamos trilhando.

Tenha atenção com o estado de carência, ele pode impedir você de ver com clareza o que precisa ser visto. Ame-se. Curta-se. Expanda sua consciência e deixe a vida lhe presentear com tudo que você merece.

A colheita uma hora vem, junto com um novo ciclo. E você, o que prefere? Ciclos que se repetem ou encerrar de vez qualquer situação que esteja impedindo você de seguir em frente?

Desejo do fundo do meu coração que você encerre os ciclos que precisam ser encerrados de sua vida e siga em frente criando uma nova realidade. Criando uma nova e harmoniosa vida.

E você já sabe, se gostou, curta, comente, compartilhe. Ajude a divulgar o bem utilizando a #soudobem

Gratidão,
Zezzo