Estamos tão imersos em nossos pensamentos que esquecemos de viver o momento presente. Somos viciados em pensar e este é um vício difícil de controlar, pois em um pequeno lapso de tempo, pensamos em inúmeras questões, julgamos e avaliamos tudo que está ao nosso redor. Afinal, nós nos preocupamos com o futuro presos aos julgamentos do passado.

Para viver o momento presente, devemos encontrar um freio para nossos pensamentos, mas de que forma anulamos ou encontramos este freio para nossos pensamentos? Simples… Basta ser um telespectador de sua mente!

Quando os pensamentos chegarem à sua mente, deixe-os passar, assim como acontece quando assistimos à TV. Apenas assista, não julgue, não nomeie as coisas, não busque um significado, simplesmente veja! Sua mente tentará lhe chamar de alguma forma, usará das sensações para que pense e dê continuidade ao vício de pensar, mas mesmo assim, permaneça como um telespectador de seus pensamentos.

Uma das inúmeras formas de parar de pensar é contar mentalmente, sempre que pensar em alguma coisa, volte a contagem, dessa forma, você estará adaptando à sua mente a tarefa de não pensar em nada. Este é o principio da meditação para aqueles que não conseguem aquietar a mente. Uma outra solução é comprar uma Japa Mala para efetuar a contagem  ou utilizar de mantras com esta peça.

Chegará um momento que sua mente ficará silenciosa e aprenderá a ser usada somente quando você realmente quer. Crie este hábito de ser senhor e possuidor de seus pensamentos, controle-os e você estará a um passo de viver o agora!

Quando conseguir esta tarefa, eu bem sei que não é nada fácil, você estará vivendo o presente. Perceberá que as coisas e o mundo estão mais vivos e o melhor de tudo, sem um julgamento.  Vivemos o agora,  quando silenciamos a nós mesmos e quando este silêncio mental chegar, você verá que dádiva é viver o hoje e estar conectado com o seu verdadeiro Ser.

Ao nos silenciarmos, aprendemos a nos conhecer melhor e com este conhecimento abriremos uma janela para o mundo. Você sentirá que não é só mais um dia em sua vida, e entenderá o que é o hoje, e que este hoje ou o agora é um presente para você.  Perceberá que este momento é o primeiro e quem sabe o último de sua vida e ao vivenciar isto, você estará aproveitando este dia como se fosse o último.

A natureza, as pessoas, as sensações, os objetos e tudo que nos cerca ficará mais vivo e mais reluzente. Entenderá o que significa perceber sem a interferência de conceitos. Você prestará mais atenção as pessoas, o que elas dizem e o que querem nos passar, e com a mente em modo de espera, você dará muito mais valor aos diálogos ou a qualquer atividade que venha a exercer.

No silêncio mental, aprendemos primeiramente a nos amar, este amor é libertador, pois quando a liberdade começa, a sua necessidade de impressionar os outros termina, porque não há mais julgamentos, não existe mais passado ou futuro. A mente estará muito mais receptiva para compreender o TODO e mais treinada para saber como aproveitar o dia. Nesta quietude, você saberá como utilizar melhor esta fantástica máquina chamada cérebro sem a interferência de inúmeros pensamentos que ao contrário de esclarecer nos confunde ainda mais.

Da mesma forma que eliminamos documentos, músicas ou pastas no computador para que  ele fique mais rápido, faça isto com a sua máquina cerebral. Tenho certeza de que além de não se preocupar mais com o passado e o futuro, o seu momento presente será muito mais gratificante e ao gratificar o seu agora, você estará apto a realizar o que quiser com a mente limpa de imperfeições.

Paz profunda a todos.

Eu Sou o Manú.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMenos Guerra e Mais Amor
Próximo artigoMudança não tem hora!
Filosofia do Bem
A Filosofia Do Bem surgiu com uma inspiração. A inspiração de levar o bem para as pessoas, de acrescentar algo de bom na vida das pessoas, de despertar para algo maior na vida, de dar um sentido maior a vida, independentemente de religião ou credo.

Comentários