1 – O caminho de evolução de cada pessoa

Acredito que o objetivo de estarmos aqui neste mundo é para vivenciarmos e adquirirmos um determinado tipo de aprendizado e assim alcançarmos nossa evolução espiritual. Todas as experiências que passamos por aqui servem para o nosso crescimento espiritual. Experiências boas, experiências não tão boas, situações agradáveis, situações não tão fáceis de resolver e assim vai.

Somos seres que através das experiências vividas individualmente ou em comunidades, aprendemos as alegrias da vida, aprendemos sempre desde nosso nascimento estamos aprendendo. Tem situações que são instintivas, como o mamar por exemplo, e tem situações que aprendemos com os exemplos, de nossos pais, nossos familiares, nossos amigos. E tem situações que aprendemos com o nossa vivência, ou seja, com as nossas próprias experiências nesta vida.

Cada pessoa possui o seu próprio caminho de evolução espiritual e também o seu próprio tempo de aprendizado para alcançar essa evolução.

O caminho de evolução está diretamente ligado a um caminho de libertação. E esse caminho é para ser leve. Se o caminho que está seguindo está difícil para seguir é porque existe algo querendo te mostrar que para tornar este caminho mais leve é preciso soltar as amarras que te prendem nos pesos deixados para trás.

A libertação de amarras é exatamente para que as coisas do passado se tornem mais leves.

2 – O caminho de Missão

Nesse caminhar para a evolução existem pessoas que sofrem e existem pessoas que vivem uma vida plena de alegrias. Existem pessoas que sofrem num determinado momento e depois transformam a vida numa vida de plenitude e existem pessoas que sofrem por uma vida toda.

Acredito que neste caminhar uma das nossas missões no ajudar as pessoas é tornar as coisas mais leves. É tanta culpa e de tantas coisas que as pessoas carregam que tudo vai ficando cada vez mais pesado.

Qualquer situação de dificuldade que aconteça na vida da pessoa, aquilo se torna um peso, um fardo para carregar, uma eternidade para resolver, tudo devido aos sentimentos de culpa que ela carrega e, que se ela for “cavucar” dentro dela ela vai achar esse sentimento. No que ela encontra o sentimento ela resgata e revive todo aquele acontecimento e então acaba se sentindo culpada novamente mais uma vez e dessa vez por ter deixado por tanto tempo aquilo ali dentro sem resolver.

3 – O caminho de leveza

Quando a pessoa acredita que para resolver pode ser de uma maneira mais leve, ela traz a situação a tona e dessa vez com mais clareza de pensamentos e mais leveza no sentimento.

Se aquilo já foi pesado um dia, numa época, foi por isso que não conseguiu nem carregar e nem resolver e terminou por deixar para trás. Mas entenda que se continuar pesado você vai continuar sem conseguir carregar ou resolver, ou seja, vai deixar para trás e sem resolver novamente.

O melhor a fazer é primeiramente tornar a vida, as coisas mais leves, assim você consegue ir até lá e resolver.

4 – A libertação através do Perdão

O grande segredo para a libertação das amarras é o perdão. Perdoar significa tirar a culpa. Tire o peso da culpa de seu passado. Se um dia teve que tomar uma decisão, uma atitude com relação a alguma situação, ou a uma pessoa ou até com você mesmo, foi porque era o que você tinha de melhor naquele momento, hoje você faria diferente. Acredite que você deu o seu melhor. E se perdoe. Se ame. Se aceite. Deixe as coisas mais leves em sua vida e perceberá que ela fluirá muito mais solta, mais livre, mais harmoniosa e mais próspera.

A evolução espiritual de cada um de nós é certa. Ela acontece. No nosso viver do dia-a-dia ela está acontecendo. Uma de nossas missões é permitir que ela aconteça, é se libertar para que ela flua naturalmente.

E lembre-se de clicar no botão “curtir” se você gostou deste artigo! É assim que sabemos se estão gostando do nosso trabalho.

Minha eterna gratidão e bençãos de luz.
Paulo Oliveira

Comentários