Uma das palavras que se ouve muito nos dias de hoje é: empreendedorismo. E como sempre o que está na “moda” parece sempre passar. Mas o empreendedorismo tem uma grande tendência a permanecer por muito tempo no mundo e em nossas vidas. Isso acontecerá se entendermos o empreendedorismo não apenas como algo que serve para ser aplicado aos negócios e sim como algo fundamental também para as nossas vidas.

Empreender, no dicionário da língua portuguesa, significa: decidir realizar, pôr em execução, realizar.

Empreender nossa vida é o mesmo que darmos a ela uma atenção especial, é sentirmos e valorizarmos nossa vida como uma dádiva que recebemos, e temos o dever de cuidar dela com muito carinho e atenção.

Uma das maneiras de decidirmos realizar algo em nossa vida, de colocarmos em execução planos, ideias, objetivos, sonhos e conseguirmos a realização dos mesmos, ou seja empreender nossa vida é: Desenvolvermos e aplicarmos o nosso talento em favor da humanidade!

Buscando em livros, revistas e artigos online descobri que uma das regras de ouro para recebermos sempre a provisão infinita é: “Quanto mais se dá, mais se recebe”. E nessas buscas encontrei também uma parábola que Jesus Cristo citou a seus discípulos para a melhor compreensão da verdade:

Um patrão, antes de fazer uma longa viagem, chamou seus três empregados.
Ao empregado “A”, deu cinco moedas, ao “B”, deu duas e ao “C” deu apenas uma moeda.
Quando retornou da viagem, convocou os três e perguntou o que haviam feito com o dinheiro.
O empregado “A” respondeu que havia aplicado as cinco moedas e obteve mais cinco;
O empregado “B” respondeu que também havia investido suas duas moedas, ganhando mais duas;
O empregado “C” respondeu que havia guardado a única moeda que possuía embaixo da terra, de modo que não obteve rendimento algum.
O patrão falou aos seus empregados “A” e “B”: “Muito bem, muito bem. Vocês são empregados fiéis. Souberam ser leais àquilo que receberam de mim. Como prêmio, nomeio-os encarregados de importantes cargos. Mas, quanto a você”…, disse, voltando-se para o empregado “C”. “Você não soube valorizar o que recebeu de mim. Devolva-me a moeda que lhe entreguei.” Tomou a única moeda dele e entregou-a para “A”, que já possuía dez moedas. E sentenciou: “Quem tem recebe mais, quem não tem perde mais ainda”.

Nessa parábola podemos exemplificar como sendo o patrão o Universo e as moedas o Talento que recebemos como dom divino.

Quando desenvolvemos e exercitamos o nosso talento cada vez mais o aprimoramos e temos mais talentos a oferecer enquanto algumas pessoas ao possuir apenas um talento e o guardando para si mesmo não tem a mesma oportunidade de fazê-lo desenvolver, e acaba como se não o tivesse e por fim, o perdendo.

Todos nós recebemos ao nascermos nesse plano diversos e valiosos talentos, algumas pessoas possuem apenas um, mas também valioso talento. Porém nesse caso não é importante a quantidade de talentos que uma pessoa tenha o que importa é a aplicação desse ou desses talentos para o bem alheio.

Podemos empreender nossa vida desenvolvendo nosso talento através do nosso trabalho. Trabalhar significa, fundamentalmente, oferecer sua capacidade, seu talento para o bem do outro. Quando seu talento trabalha para o bem do próximo ele aumenta cada vez mais.

Nenhum talento, capacidade ou riqueza se desenvolve e aumenta quando mantidos ocultos e guardados no subterrâneo.

Manifestar o seu dom, o seu talento é manifestar a sua Vida. E quanto mais você manifesta a Vida que existe em você, mais Vida você recebe.

Quando realizamos um trabalho onde colocamos o “nosso talento”, a “nossa alma” obtemos um resultado fantástico. E quando isso acontece a nossa alma se preenche de alegria, nos tornamos mais leves, o nosso caminhar mais claro, simples e harmonioso. Isso gera mais oportunidades para levarmos ao mundo o nosso talento.

Quanto mais se dá, mais se recebe. Quanto mais oferecemos ao mundo, em favor do bem alheio, o nosso talento, mais oportunidades teremos para o desenvolvê-lo e aplicá-lo.

Quanto mais empreendermos nossa vida com o nosso talento, dando atenção especial a ela mais ela nos sorrirá!

Se você já tem conhecimento do talento especial que tem a oferecer para o mundo, empreenda-o, tome a decisão e tenha a coragem de colocá-lo em execução e realize seus sonhos, seus objetivos.

Que seja apenas um talento especial ou vários talentos, isso não importa, o que importa é que dentro de você existe esse talento e precisa ser descoberto e manifestado. Talvez o que esteja faltando para sua vida ser mais feliz, mais próspera e obter mais resultados seja encontrar esse talento que existe em você, desenvolvê-lo e colocá-lo em prática para o bem da humanidade.

Deixe sua marca na história da humanidade. Deixe registrada a sua passagem por este mundo. Afinal você é e está sendo uma peça importante e essencial para a construção desse paraíso terrestre. Manifeste o seu talento e seja feliz!

Clique no botão “curtir” e compartilhe este artigo, fazendo isso já estará dando o primeiro passo para a descoberta do talento que existe em você: Fazer o Bem!

Minha eterna gratidão e bençãos de luz.
Paulo Oliveira